As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Todos os estudantes da USP foram soltos nesta quarta-feira

Redação

09 Novembro 2011 | 09h58

* por Pedro Rocha

SÃO PAULO – Todos os 73 estudantes da Universidade de São Paulo (USP) pagaram fiança de R$ 545 e foram liberados do 91º Distrito Policial (DP). O último aluno preso saiu às 3h45 desta quarta-feira, 9, perto do Ceasa.

Cerca de 70 estudantes ficaram na frente da delegacia gritando palavras de ordem, como “Greve” e “Prenderam 73, agora são milhares lutando de uma vez”. Cada vez que um aluno preso passava para o Instituto Médico Legal (IML), ao lado da delegacia, era aplaudido pelos manifestantes. Quando os estudantes liberados se reuniam ao grupo, eles exibiam o alvará de soltura enquanto se juntavam ao coro.

Maíra Machado, de 29 anos, não estuda na USP, mas na Fundação Santo André. Foi uma das alunas soltas. Ela disse que, no momento da reintegração, os estudantes foram colocados sentados, de frente para a parede e de costas para os policiais, e que os PMs separaram os homens das mulheres em duas salas. Afirmou ainda que houve abusos por parte da polícia, e que ouviu uma colega gritando em outro ambiente. A coronel da PM Maria Aparecida afirmou que “a reintegração foi pacífica”.

A aluna que disse ter ficado na sala separada falou que os policiais usaram excesso de força para imobilizá-la, e taparam sua boca com as mãos para que ela não gritasse. Ela disse que mordeu a mão por não conseguir respirar, quando um policial teria colocado um objeto redondo em sua boca, causando um ferimento.