As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tchoukball, o ‘jogo da paz’, chega a São Paulo

Redação

12 Julho 2011 | 15h36

Duas equipes de seis jogadores – mistas, homens e mulheres – se alternam no arremesso de uma bola em direção a um trampolim inclinado. Cada equipe pode marcar pontos em qualquer lado da quadra. Pode lembrar o Quadribol, esporte favorito de Harry Potter, mas é de verdade e se chama tchoukball (pronuncia-se tchúquebol).

Criado nos anos 70, o tchoukball proíbe qualquer contato físico entre os jogadores.  Só vale fazer três passes antes de lançar a bola. O objetivo é acertar o quadro sem que o adversário capture a bola antes que ela caia no chão – aliás, única chance de frustar um ponto adversário, já que interceptar passes também é proibido. Em 2001, a Federação Internacional de Tchoukball recebeu

Documento

por ajudar a “transmitir mensagens de paz universal”.

O Colégio Santo Américo, localizado no bairro Morumbi, em São Paulo, introduziu o tchoukball nas aulas de Educação Física e vai incluir a modalidade na Olimpíada Interna do Colégio.

E você? Conhece o tchoukball? Tem vontade de praticar?

E para quem ainda não entendeu, um vídeo do campeonato mundial de tchoukball:

Mais conteúdo sobre:

TchoukballTchoukball