As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Pudemos estudar mais’, dizem estudantes de BH convocados para novo Enem

Redação

15 Dezembro 2010 | 17h37

BELO HORIZONTE – A prova do Enem aplicada nesta quarta-feira, 15, gerou reações distintas entre os alunos que compareceram à Faculdade Anhanguera, na região central de Belo Horizonte. Tiveram direito a fazer novas questões de ciências humanas e ciências da natureza os candidatos prejudicados por erros de impressão no caderno de cor amarela distribuído no dia 6 de novembro.

“Achei que o nível da prova foi o mesmo, não teve mais dificuldade não. O nível das questões estava igual”, comentou Leandro Martins dos Santos, de 20 anos, que deixou o local de prova por volta das 16h.

Já para Gustavo Henrique Pereira de Jesus, de 22 anos, o exame foi mais desgastante do que o aplicado no início de novembro. “Acho que foi muito cansativa a prova. As questões estavam muito longas”, disse. O estudante, que quer cursar Publicidade e Propaganda, ressaltou que “é complicado” remarcar o exame para um dia útil. Ele precisou requisitar uma declaração para faltar ao trabalho. Apesar disso, acha que terá um melhor resultado. “No final das contas, deu para estudar um pouco mais.”

Nesse ponto, os estudantes têm opiniões semelhantes. “Estou esperançoso, embora no segundo dia de prova tenha feito com receio, achando que ia cancelar os dois dias pelo erro no primeiro. Acho que todo mundo foi prejudicado por esse motivo”, destacou Leandro, que cursa Direito na PUC-Minas e busca uma vaga no mesmo curso da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

(Eduardo Kattah, Especial para o Estadão.edu)

Mais conteúdo sobre:

Enem 2010