As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

“Prova exclui os alunos de Humanas”, diz coordenador do Anglo

Redação Estadão.edu

02 Dezembro 2012 | 20h03

Para Luís Ricardo Arruda, coordenador geral do Anglo Vestibulares, o vestibular da PUC-SP foi, de maneira geral, bom e adequado.”Existe uma limitação dada pelo próprio modelo, que oferece apenas cinco questões por disciplina, o que impossibilita o exame de ser muito abrangente”, afirma. Ainda assim, o coordenador elogiou a elaboração das questões sem falhas de enunciado e também a impressão colorida do material. “Sem dúvida alguma, ter em mãos gráficos e mapas coloridos, facilita a vida dos bons alunos”, diz.

O grande problema, a seu ver, resume-se à prova de química. Segundo Arruda, todas as cinco questões apresentadas abordaram o que há de mais difícil dentro de toda a programação. “Certamente a maioria dos alunos de humanas não conseguiram responder a essas questões”, afirma. De acordo com o coordenador, elas exigiram conteúdos muito específicos, de conhecimento apenas de quem realmente se dedica à área. “Uma das questões, por exemplo, tratou de energia reticular”, diz. “Os alunos de humanas que acertaram uma questão como essa, provavelmente chutaram, pois este é um conteúdo do qual grande parte sequer deve saber do que se trata”, afirma.

Mais conteúdo sobre:

pucpuc-spvestibular