As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Prova discursiva da FGV foi exigente, diz Etapa

Redação

11 Dezembro 2011 | 18h29

* Por Cedê Silva, especial para o Estadão.edu

A FGV liberou agora há pouco o caderno da prova discursiva, aplicada nesta tarde. Para o professor Carlos Shine, do Etapa, a prova de matemática foi “a clássica da GV, com assuntos que eles gostam de cobrar, como análise combinatória, probabilidade, exponenciais e logaritmos, equações polinomiais e PA e PG”. Questões da realidade do administrador, como estimar gastos do governo ou o preço do petróleo no futuro, estavam no cardápio.

A partir de um trecho de Formação do Brasil contemporâneo, clássico de Caio Prado Júnior, o aluno deveria relacionar a cultura do Brasil Colônia com a do País de hoje. “Um tema rico e exigente”, considerou Shine. “Exigiu do aluno conhecimentos específicos de história”.

Leia também:

Na FGV, prova de português foi fraca e matemática bem feita, diz CPV

Prova de inglês da FGV deu trabalho, diz Etapa

Mais conteúdo sobre:

discursivaeaespfgvvestibular