As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Professores do Etapa comentam prova da Unifesp

Carolina Stanisci

17 Dezembro 2010 | 19h25

A Unifesp aplicou nesta sexta-feira o segundo dia de provas da segunda fase do seu processo seletivo misto. Foram feitas provas específicas de biológicas, exatas e humanidades. Confira a opinião dos professores do Etapa sobres as questões.

Biologia

“Eu gostaria de, na minha época, ter feito essa prova, que é bem mais tranquila”, disse Ângelo Pavone, coordenador de biologia. De acordo com Pavone, a prova foi bem distribuida em termos de assuntos abordados. “São só cinco questões, mas cada uma tem subitens, então acho que deu para abordar bem os temas do ensino médio”, disse.

Física

Para o coordenador de física, Marcelo Monte Forpe da Fonseca, a prova de física da Unifesp está entre as mais bem feitas dos vestibulares deste ano. “Teve enunciados claros e abordou tudo de forma competente”.

Geografia

A prova agradou ao coordenador de geografia, Cláudio São Martinho. “Mantiveram a programação do vestibular sem extrapolar, sem inventar moda e pedir coisas de pé de página”. O professor apenas fez uma ressalva em relação à questão 8, item b: “a redação poderia ter sido mais clara; em vez de pedirem os tipos de limite entre as placas tectônicas, deveriam pedir os tipos de processos que ocorrem nesses limites”.

História

O coordenador de história, Antônio Carlos da Costa Ramos, achou a prova “bonita”. “Predominaram questões de nível básico, e algumas eram realmente bonitas, como a questão que trazia músicas de Adoniran para mostar os impactos da industrialização.
Matemática

Segundo o coordenador de matemática, Marcelo Dias Carvalho, a prova teve assuntos bem distribuídos e matérias clássicas de matemática. “No geral foi bastante acessível, com apenas uma boa surpresa na questão 20,que misturava física e matemática, e se o launo fizesse uma solução gráfica resovleria com facilidade, mas se tivesse que calcular teria trabalho”.

Química

O foco da prova deste ano, segundo o coordenador de quimica, João Pitoscio, foi em físico química. “Foi muito trabalhosa também”, disse o professor.

Português

Com textos de base sempre literários, a prova deste ano da unifesp trouxe algumas questões simples e outras que pediam assuntos bem especificos, de acordo com o coordenador de português, Heric José Palos.