Professor de física do Anglo explica por que Unesp deveria anular questão
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Professor de física do Anglo explica por que Unesp deveria anular questão

Redação

18 Dezembro 2011 | 18h57

* Por Cedê Silva, especial para o Estadão.edu

A questão 19 da 2ª fase da Unesp, aplicada neste domingo, deveria ser anulada, na opinião do supervisor de física do Anglo, Ronaldo Carrilho. “Para o aluno fazer a questão de forma simples, ele deveria ignorar uma informação importante do enunciado”, conta o professor.

A questão pedia que o candidato desprezasse a perda de energia mecânica de uma bola, a resistência do ar, e sua rotação. Só que, exatamente por desprezar essas forças, a solução fica muito mais complicada, inclusive matematicamente: raízes quadradas ‘redondas’ são substituídas por números como a raiz de 55. “Além disso, o aluno tem que fazer decomposição das forças na horizontal e na vertical, o que não precisaria se aquelas variáveis fossem levadas em conta”.

O professor Ricardo Doca, do Objetivo, discorda que a questão deva ser anulada. “A figura está incompatível com o texto, e a questão está bem mais difícil que o resto da prova. As outras duas questões de física são triviais. Mas não é pra anular; tem resposta”, sustenta.

O coordenador do Etapa, Marcelo Dias Carvalho, tem uma terceira opinião: a banca deveria aceitar as duas respostas possíveis (a baseada na figura e a baseada no enunciado). “O aluno acaba escolhendo um ou outro, e a banca tem que aceitar as duas respostas”.

Mais conteúdo sobre:

unespunesp 2012vestibular