As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Prefiro ficar do lado de fora a ter que encarar a pressão dos olhares’, diz estudante

Redação Estadão.edu

03 Novembro 2012 | 12h46

* Por Davi Lira, de o Estado de S. Paulo

SÃO PAULO – Não são poucos os candidatos do Enem na Uninove Barra Funda que preferem esperar do lado de fora dos portões ao entrar antecipadamente nas suas respectivas salas. “Prefiro ficar do lado de fora até quando puder do que ter que me submeter à pressão dos olhares dos concorrentes”, diz Isabela Teodoro, de 17 anos. Ela não é a única. Para o funcionário da guarda metropolita, Edson Jesus, 37 anos, o desconforto da entrada a partir do meio-dia não é adequado. “Eu prefiro esperar trinta minutos depois de os portões abrirem do que me submeter à muvuca da entrada inicial”. Edson faz o Enem pela terceira vez e espera passar no curso de Filosofia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

“A gente vai utilizar a prova para tentar passar na Universidade Estadual de São Paulo (Unesp). Preferimos aguardar do lado de fora para tentar se distrair mais, ter menos pressão e focar no nosso objetivo”, afirmam os irmãos Gabriela e Felipe Rigotti, 19 e 17 anos.