As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por criticar ‘rodeio de gordas’, ex-aluna da Unesp é ofendida em seu site

Redação

29 Outubro 2010 | 11h19

Por Larissa Linder, especial para o Estadão.edu

A jornalista e ex-aluna da Unesp Paula Bastos, de 27 anos, foi ofendida no seu site ‘Grandes Mulheres’, de notícias voltadas para mulheres plus size (tamanho maior, em tradução livre). Antes mesmo de publicar um editorial sobre o ‘rodeio das gordas’ ,  a equipe já havia começado uma discussão no twitter sobre o assunto.

Foi quando apareceu um comentário agredindo diretamente Paula: “a única coisa que lamento do fundo do meu âmago: é que ainda não tinham inventado a modalidade Rodeio das Gordas, pois com certeza a Paula Bastos, transferida pedante seria o melhor saco de banha pra montar (sic).”

“Eu não me importo de me chamarem de gorda”, diz Paula. “O que me indigna é que usem essa ‘brincadeira’ absurda e imoral para me agredir ou agredir qualquer pessoa.”


Paula, que criou o site como projeto final no curso de Jornalismo, conta que sempre defendeu a causa das  mulheres acima do peso. “Decidi cursar Jornalismo por isso. Sempre fui gordinha, e acho que tinha que falar para essas mulheres que elas não precisam ser magras como a mídia mostra.”

Ela ainda faz um apelo para que outras meninas, que tenham sido vitimadas por esse tipo de agressão, “corram atrás e lutem contra”. Segundo ela, a decisão de se expor e falar com o Estadão.edu foi motivada pela vontade se posicionar contra a agressão e não ficar em silêncio. “Meu intuito como jornalista é mostrar para essas mulheres que você é muito mais que um corpo.”