As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pelo menos cinco alunos chegam atrasados na Uninove

Redação Estadão.edu

03 Novembro 2012 | 13h08

* Por Davi Lira, de O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO – Ao menos cinco candidatos foram barrados após o fechamento dos portões na Uninove Barra Funda, na Zona Oeste da capital paulistana. Com a precisão milimétrica, cerca de dez seguranças que controlam o acesso fecharam o portão exatamente às 13 horas. Os alunos já estão prestando exame na Uninove.

A ação frustrou a expectativa de cinco estudantes que chegaram logo em seguida ao início das provas. O auxiliar administrativo Bruno Pereira, de 22 anos, foi um deles. “Vim de Barueri e o problema não foi meu, foram dos trens”, afirma Bruno.

Para Débora Guedes, de 25 anos, a crítica foi endereçada a SPTrans. “Tenho certeza que eles não liberaram frota extra. O que estou sentindo agora é muito frustrante”, reclama, chateada. Débora, que buscava com o Enem garantir uma vaga no ProUni para o curso de Artes Cênicas, ainda destacou que o próprio Inep colaborou com essa situação. “Existe um centro de provas na Unip de Marquês de São Vicente [Barra Funda, Zona Oeste da cidade] e moro bem próximo. Se tivesse feito a prova lá, seria diferente”.

Enquanto Débora se sente frustrada, outra estudante que foi barrada mostra menos preocupação. “Na verdade eu nem conhecia o local dessas provas. Nunca tinha feito Enem, ano que vem tento novamente”, afirma Jessica Silva, de 21 anos.