As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para Etapa, questão de biologia da Unicamp deve ser anulada

Redação

11 Novembro 2012 | 21h06

* Por Clarice Cudischevitch, Especial para o Estadão.edu

O coordenador pedagógico do cursinho Etapa, Marcelo Dias Carvalho, disse que os textos de apoio à prova de redação da Unicamp deste ano foram mais diretos, definindo melhor o que o candidato deveria fazer. Ele também achou simples os gêneros textuais propostos, por serem conhecidos dos alunos.

Para o professor, o resumo do texto sobre pessimismo era fácil por não cobrar uma análise crítica e ser um gênero com o qual o estudante está acostumado. Já a carta do leitor exigia que o candidato utilizasse dados de uma tabela sobre consumo de álcool para criticar uma reportagem sobre bebidas para animais de estimação. “Exigia uma boa articulação das informações. Dava mais trabalho que o resumo, mas tinha um posicionamento mais claro.”

História. Em relação às sete questões de história, Carvalho afirmou que o nível de complexidade foi baixo, os textos foram claros e a prova foi clássica quanto à distribuiçao dos assuntos. “Caiu muita história contemporânea do Brasil e o Brasil Colônia”, conta. Ele diz também que as questões 1 e 8 exigiram conhecimentos de filosofia, e não mais apenas interpretação de texto em relação a esse assunto, como vinha sendo pedido.


Geografia. As oito questões foram trabalhosas, na opinião de Carvalho. Caíram cinco questões de geografia geral e três de geografia do Brasil, mais direcionadas para a parte física. “Tinha textos longos, com alternativas que exigiam um preparo melhor do aluno”, afirma o coordenador.  A prova incluiu uma questão de sociologia que, assim como no caso da filosofia, exigia conhecimento sobre o tema.

Biologia. Com sete questões, a parte de biologia teve uma melhor distribuição de assuntos em relação à do ano passado, mas Carvalho citou um problema na questão 20, que comparava um pinheiro do Paraná a um jequitibá. Ele diz que a alternativa C, que seria a correta, na verdade está errada, porque tanto o pinheiro como o jequitibá têm sementes – isso não seria uma característica que diferencia as espécies.

Química. Já a parte de química teve seis questões e chamou a atenção pela facilidade. “Tinha alternativas muito rápidas, de fácil resolução, e enunciados curtos, mas às vezes pouco contextualizados.”

Física. Com sete questões, foi uma prova clássica e que cobrou os mesmos temas de sempre, diz Carvalho. “Estava fácil, com enunciados claros, mas também pouco contextualizados.”

Matemática. A 12 questões foram consideradas fáceis, de modo geral. “Teve uma cobrança abrangente de temas e todas as questões já eram muito conhecidas pelo aluno, então eles não perdiam muito tempo nas questões”, comenta Carvalho.

Mais conteúdo sobre:

cursinhoetapaunicampvestibular