As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Panfletos acirram disputa política na USP

Redação

18 Novembro 2011 | 23h33

Na capa, a conhecida foto do jornalista Vladimir Herzog morto em uma cela do Dops, em 1975, supostamente após cometer suicídio. No verso, uma imagem de um grupo de skinheads dizendo “Maconheiro: aqui você não terá paz” e, em seguida, “Estudantes de bem apoiam totalmente a presença da Polícia Militar” na Cidade Universitária da USP.

O panfleto, sem identificação de autoria, aponta o clima de animosidade entre os defensores da presença da PM no câmpus e os que pedem o fim do policiamento na USP. O material gráfico, que circula na Cidade Universitária e nas redes sociais, sugere que skinheads fariam o patrulhamento do câmpus caso o convênio entre a reitoria e a polícia fosse revogado.

A única sigla que aparece é CCC, talvez uma alusão ao Comando de Caça aos Comunistas, grupo paramilitar de ultradireita que atuou durante o Regime Militar no Brasil.

USP_PanfletoDCE_Reproducao_edit.jpg

Para Rodrigo Souza Neves, secretário-geral de uma chapa que concorre ao DCE da USP, a Reação (tida como “de direita”), o panfleto “tem a cara” de uma ação da União Conservadora Cristã (UCC) – organização de estudantes com uma proposta conservadora. Mas, como o material não tem a marca do UCC, “pode ser” que tenha sido feito “pela turma da esquerda radical”, diz Rodrigo, aluno de Gestão de Políticas Públicas. “Da nossa parte não é. Prezamos pelo Estado Democrático de Direito. Jamais compactuaríamos com um absurdo desses.”

‘Malufinho’

Conhecido nos corredores universitários como “Malufinho”, Rodrigo diz ser alvo de uma “campanha de difamação” conduzida pela “esquerda partidária”. Circula nas redes sociais uma foto do estudante com os braços sobre o ombro do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP). Fizeram duas montagens sobre a foto. Uma diz “Estuprou na USP?” e, abaixo, “Campanha DCE 2012 – Estupra, mas não mata!” – referindo-se à famosa declaração do político.
USP_PanfletoDCE_3_Reproducao_edit.JPG
A outra montagem pergunta: “Você votaria numa chapa que apoia um criminoso internacional?”. Ao lado de Rodrigo aparece José Oswaldo Neto, aluno da Escola Politécnica (Poli) e também da Reação. Os dois cartazes trazem a logomarca da chapa “de direita”.
USP_PanfletoDCE_2_Reproducao_edit.JPG
Rodrigo diz que nem ele nem José são simpatizantes do Partido Progressista ou de Maluf. “Inclusive nunca votamos nele”, ressalta. “Essa foto foi tirada em 2009, sem consentimento, num evento aberto. Fui lá para ver uma série de pessoas. Tenho costume de tirar fotos com políticos.”

O estudante afirma que essa foto já foi usada no ano passado para difamá-lo. “Em toda eleição de DCE, C.A. ou Representação Discente que entro utilizam a mesma foto e sempre faço a mesma defesa.” Desta vez, Rodrigo pretende descobrir quem postou a imagem no Facebook do usuário “Alunos da USP” e processá-lo. “Esse perfil fake (falso) foi o primeiro a postar essa imagem na rede, ontem às 11h.”

“Lamento a postura do autor e dos movimentos políticos que criaram essa peça de difamação”, conclui Rodrigo.

Leia mais notícias de educação no site do ‘Estadão.edu’