As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

No ITA, aluno deveria dizer que questão não tinha resposta

Redação

16 Dezembro 2011 | 18h24

* Por Cedê Silva, especial para o Estadão.edu

Um cubo mágico ainda por resolver - Reprodução

A prova de matemática do ITA, aplicada ontem, tinha uma questão sem solução. Mas ela não deve ser anulada: é o aluno mesmo quem deveria escrever que, pelas informações fornecidas, não era possível resolver o problema. É o que afirma o professor Giuseppe Nobilioni, do Objetivo. “A prova dá muito trabalho, imagina o aluno, coitado”, disse o profesor. “É de muito mau gosto você exigir um sistema de equações com três incógnitas mais as outras questões. Exige muita calma e cuidado, e se você erra uma coisinha, erra tudo”. Apesar das muitas contas, o professor considera que a prova “não teve questões mirabolantes”. A prova do ITA é considerada um dos vestibulares mais difíceis do País, senão o mais difícil.

Leia também:

ITA deve anular uma questão de química, diz professor

Questão do ITA exigiu ‘hiper-interpretação’, diz cursinho

Prova do ITA foi difícil e sem surpresas, diz Objetivo

Mais conteúdo sobre:

ITAITA 2012vestibular