As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mais inscritos podem resultar em menos aprovados para a 2ª fase

Redação

28 Novembro 2011 | 13h48

* Por Cedê Silva, especial para o Estadão.edu

O coordenador do cursinho Etapa, Edmilson Motta, acredita que o aumento no número de inscritos registrado este ano na Fuvest – especialmente em cursos como Engenharia Civil (São Carlos) e Medicina, pode diminuir o número de aprovados para a segunda fase. “Isso porque, quando se tem um grande número de interessados, normalmente eles não são tão competitivos, o que pode fazer com que a média geral baixe e só passem os melhores”, diz.

A partir deste ano, a Fuvest não seleciona mais um número fixo de três candidatos por vaga para a segunda etapa. Serão convocados de 2 a 3 alunos, de acordo com a média de desempenho geral em cada curso. Se a média for igual ou maior a 60, chamam-se 3 por vaga; se menor ou igual a 30, 2 por vaga; e se ficar entre 30 e 60, um número entre 2 e 3, proporcional à média. Um grande número de candidatos de baixo desempenho pode puxar a média para abaixo de 60, de modo que menos candidatos passem para a 2ª fase.