As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Laboratório de Síncrotron seleciona alunos para programa de bolsas

Redação

21 Outubro 2009 | 19h06

Estão abertas, até o dia 29 de outubro, as inscrições para o Programa Bolsas de Verão do complexo formado pelo Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), pelo Centro de Biologia Molecular Estrutural (CeBiME) e pelo Centro de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE).

Por meio do programa, serão selecionados até 15 estudantes de toda a América Latina e do Caribe para desenvolver projetos científicos e tecnológicos entre 5 de janeiro e 25 de fevereiro de 2010. Os Laboratórios Nacionais estão localizados em Campinas (SP) e são uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), geridos pela Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron (ABTLuS).

Podem se inscrever estudantes de graduação que já tenham concluído o 4º semestre em cursos das áreas de Exatas e Biológicas que se interessem por um dos seguintes temas: ciência dos materiais (com ênfase em nanociência e nanotecnologia), biologia molecular estrutural, ciência e tecnologia do bioetanol de cana-de-açúcar, física e engenharia de aceleradores e instrumentação científica. Os bolsistas vão conhecer pesquisas dos três institutos.

O LNLS é o único centro de pesquisa da América Latina a contar com uma Fonte de Luz Síncrotron, que permite a realização de pesquisas de fronteira em nível atômico em áreas como química, física, engenharia de materiais, meio ambiente e ciências da vida. Além da Fonte e dos laboratórios de apoio, o LNLS possui o Centro de Nanociência e Nanotecnologia Cesar Lattes (C2Nano), específico para estudos nanométricos.

Recém-criado, o CTBE tem como meta desenvolver a ciência e a tecnologia ligadas ao ciclo produtivo do etanol de cana-de-açúcar. O objetivo é desenvolver tecnologia eficiente e sustentável de conversão da biomassa da cana em bioetanol. Para isso, pesquisas com etanol celulósico em escala semi-industrial poderão ser feitas na Planta Piloto para Desenvolvimento de Processos (PPDP) do CTBE, fato inédito no Brasil.

As inscrições devem ser feitas no site. Para se inscrever, é preciso o envio de currículo, histórico e uma carta de recomendação. A bolsa cobre despesas com passagens do local de origem até Campinas, alimentação e hospedagem em hotel.