As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Indefinições sobre o Enem – parte 1

Redação

25 Maio 2009 | 23h14

O bloco do novo Enem já está na rua, mas o que não falta são indefinições sobre a prova. As datas do exame, 3 e 4 de outubro, são provisórias. O número de questões também. O Inep, órgão do MEC responsável pelo Enem, tinha anunciado 200 questões, mas o número deve cair para 160 a 180 questões. O Inep ainda não sabe quem vai fazer a prova. “A gente terceiriza a logística e só aceita empresas que têm experiência em concursos grandes”, diz o presidente do Inep, Reynaldo Fernandes, entrevistado pelo Estadão.edu (confira aqui a entrevista completa).

Fernandes sabe que o tempo corre contra ele, mas não quer nem pensar na hipótese de a licitação emperrar – algo comum no Brasil, basta ver o processo de compra de laptops para escolas públicas pelo MEC, que se arrasta desde 2007. A muito custo, ele admitiu na entrevista que, em último caso, o governo pode recorrer à dispensa da concorrência e escolher uma empresa pelo critério de notória especialização.