As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Finanças na Holanda

Redação

21 Abril 2012 | 19h53

* Por Lorena Amazonas, especial para o Estadão.edu

André Rodrigues Alves Teixeira de Deus, de 23 anos, teve uma surpresa boa este ano. Ficou sabendo que foi inscrito pela chefe num programa de intercâmbio no banco onde trabalha. “A sede da empresa fica em Utrecht, na Holanda, e vou trabalhar lá por duas semanas em outubro.” O administrador, funcionário da empresa há quatro anos, só soube do programa quando foi informado de que concorria a uma vaga. “Unidades do mundo todo participam. Um rapaz do Chile vem ficar no meu lugar enquanto eu estiver fora.” Funcionário do setor de Controladoria do banco, André deve circular por diversas áreas do financeiro na matriz. “Achei super importante para a construção de currículo, topei na hora.” Apesar de já ter estudado inglês em várias épocas de sua vida – “somando tudo, foram uns cinco anos” – André retomou as aulas. “Faço uma vez por semana, para manter meu nível. No trabalho uso o inglês para escrever, mas dificilmente em conversas.”

VEJA TAMBÉM

Correndo atrás do inglês
Veja os motivos de outros 10 brasileiros para estudar a língua