‘Estão criando uma guerra civil na USP’, diz aluna
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estão criando uma guerra civil na USP’, diz aluna

Redação

08 Novembro 2011 | 18h12

* Por Cedê Silva, especial para o Estadão.edu

Uma estudante de 20 anos ouvida pelo Estadão.edu disse que “parece que estão criando uma guerra civil na USP”. Ela chegou à Faculdade de Letras hoje por volta de 7h e viu estudantes montando os obstáculos com carteiras. “Não faziam barulho, e por isso me surpreendi quando vi as barricadas”, contou. A aluna tinha prova hoje e conversou com seu professor, que disse “vamos ter de remarcar”. Ela viu, do lado de dentro da faculdade, uma briga entre dois estudantes, um deles querendo desobstruir a passagem no 1º andar e outro que queria manter o bloqueio. “Vi uma carteira voando, não sei quem arremessou”, disse. A briga foi apartada e com isso o acesso foi liberado.

“Estou no meio – sou a favor da PM mas também de uma Guarda Universitária muito bem preparada”, contou a estudante. Ela disse que inicialmente era totalmente a favor da presença da PM, mas reviu a posição após ver muitos alunos xingando os ocupantes. “Chamam eles de maconheiros, vagabundos; e eles mesmos são chamados de reacionários, burgueses. Acho que ninguém tem direito de falar assim, você não sabe como é o cotidiano da pessoa”.

Faculdade de Letras teve corredores bloqueados na manhã desta terça