Entrei no que queria: Engenharia Ambiental em Viçosa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Entrei no que queria: Engenharia Ambiental em Viçosa

Redação

17 Fevereiro 2010 | 11h00

Quando saí da prova do vestibular da Federal de Vioçosa, fiquei apreensivo. Tinha deixado uma questão sem fazer, de matemática. Quando vi que fiquei na lista de espera, fiquei chateado. Eu estava em 5º lugar na lista! Quase tinha chegado lá e a diferença da minha pontuação para o último candidato aprovado foi de um ponto percentual. Comecei a pesquisar na internet quantas pessoas chamavam nos últimos anos no meu curso, de Engenharia Ambiental. Vi que chamavam 20 e isso me deixou certo de que eu entraria!!

Estava tão animado que resolvi juntar toda a papelada, os documentos e até comprei a passagem de ônibus para Viçosa, um dia antes de sair a lista de espera. Na terça da semana passada eu já estava com tudo certinho. E na quarta-feira antes do carnaval saiu a lista com meu nome! Fiquei muito contente, mas não surpreso. Já tinha certeza de que iria passar.

Quinta às 8 da manhã eu estava no Terminal do Tietê embarcando para Viçosa. Quem me leu aqui sabe que, mesmo passando na USP, o que não aconteceu, minha primeira opção era Viçosa. Passei quinta o dia todo viajando, a matrícula foi na sexta antes do carnaval. Fiquei num hotel. Conheci a maior galera dentro do ônibus, foi bem divertido.

Aproveitei e já aluguei um apê junto com essa galera. Ainda não teve trote, porque como Viçosa tem muitas chamadas, acho que o pessoal não vai dar um trote por chamada. No dia 28 de fevereiro, vamos ter que confirmar a matrícula. Provavelmente vai ser nesse dia o trote. Não estou com medo, mas queria que não cortassem o meu cabelo, não sei como vai ser. Vou falar, trocar uma ideia para não cortarem.

Sobre a cidade, é melhor do que imaginava: A cidade é demais, linda, bem estruturadinha, tem tudo que tem numa cidade grande. E tem bastante área verde! Voltei para São Paulo no domingo de carnaval. Vim me despedir da minha família, que mora em Vargem Grande. O fim de semana foi de descanso, de despedida. Passei só numas festinhas, mas não enfiei o pé na jaca, porque tenho que me preparar para as Calouradas, que são as festas de integraçao de calouros com veteranos.

O que eu achei muito legal dessa história toda é, no ônibus rumo a Viçosa, notei que eu era o único aluno oriundo de escola pública. Isso me deixou mais animado ainda para estudar lá!