As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Energia da cidade do interior do Piauí que tem uma das melhores escolas públicas do País vai ser regularizada até março de 2013, diz Eletrobrás

Redação Estadão.edu

17 Dezembro 2012 | 18h54

Davi Lira, de O Estado de S. Paulo

Durante visita realizada no início deste mês à cidade de Cocal dos Alves, no interior do Piauí, a reportagem constatou que o município sofre de um sério problema de fornecimento e de regularidade no acesso à energia elétrica. Desde junho, o quadro ficou ainda pior. A queda de energia chega a ocorrer três vezes por minuto.

Na cidade está instalada a escola estadual de ensino médio Augustinho Brandão. Única do município, é considerada a instituição de maior performance no ensino médio no País – ela coloca alunos com grande defasagem educacional no mesmo patamar daqueles que têm melhores condições de aprendizagem por pertencerem a famílias com condições financeiras e culturais privilegiadas.

Após retorno à São Paulo, a reportagem entrou em contato com a Eletrobras, empresa responsável pelo fornecimento de energia. O prazo dado pela empresa é de regularizar a situação até março de 2013.

 

CONFIRA A ÍNTEGRA DO COMUNICADO DA ELETROBRAS ENVIADO AO JORNAL O ESTADO DE S. PAULO:

eletrobras.JPG

“Em maio de 2010, devido ao rompimento da barragem Algodões, em Cocal, episódio que obteve grande repercussão na mídia, parte do município e municípios vizinhos foram atingidos e tiveram suas redes elétricas bastante danificadas, inclusive em Cocal dos Alves.

Após o ocorrido, a Eletrobras Distribuição Piauí teve que, primeiramente, recompor toda a rede elétrica da região para atender rapidamente a demanda da população e, em uma fase seguinte, devido ao rápido crescimento do número de novas ligações, com um incremento em torno de 25%, realizar obras de ampliação que proporcionarão maior confiabilidade e qualidade no fornecimento de energia para toda a região, que inclui Cocal, Cocal dos Alves, Bom Princípio, Caraúbas, Caxingó e Buriti dos Lopes.

Com investimentos da ordem R$ 7,2 milhões, estão em andamento a construção de duas subestações, sendo uma na cidade de Caraúbas (subestação Caraúbas, em tensão 69-34,5 kV e potência de 12,5 MVA) e outra na cidade de Cocal (Subestação Cocal, na tensão de 34,5-13,8 kV e potência 6,25 MVA), e duas linhas de distribuição, uma em 69 kV, com 82 km de extensão, que interligará a subestação de Tabuleiros Litorâneos (localizada no município de Parnaíba) a subestação Caraúbas, e a outra em 34,5 kV, com 30 quilômetros de extensão, que interligará a subestação de Caraúbas à subestação Cocal.

As obras tem previsão para serem concluídas até março de 2013.”

 

Leia a reportagem especial multimídia completa:

Escola no interior do Piauí desbanca 5 mil instituições do País
Escola supera 32 unidades com alunos mais ricos
Sucesso em vestibular e olimpíadas surpreende
Para docentes, animar alunos foi o maior desafio
Família Brito compõe 90% da população da cidade
Medalhista de ouro na Obmep é exemplo na cidade
EXTRA: Estudante sonha em ser o 1º médico da cidade
ANÁLISE: A importância do nível socioeconômico dos alunos
VÍDEO: Alunos e docentes analisam sucesso da escola
VÍDEO: Campeão do ‘Soletrando’ já pensa na faculdade