As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em Ribeirão Preto, estudantes dizem que último dia foi o de mais acertos

Redação

11 Janeiro 2011 | 19h20

Era possível perceber nos semblantes dos candidatos da segunda fase da Fuvest em Ribeirão Preto a sensação de alívio após a última bateria de provas na tarde desta terça-feira, considerada por eles o dia de menor
tensão e estresse, além de mais acertos.

Havia algumas exceções, como no caso de Maria Virginia Santos Souza, 16, que apenas terminou o segundo ano do ensino médio e fez as provas somente para sentir seu desempenho e o clima de uma Fuvest. “Estou indiferente, não cansei e nem estressei. E, melhor, percebi que é bem menos difícil do que imaginava. Fui muito bem nas provas, nos três dias”, comentou Virgínia, que pretende ingressar na Faculdade de Medicina de USP de Ribeirão na Fuvest do próximo ano.

As provas da Fuvest em Ribeirão Preto foram realizadas em seis escolas – Unaerp, Moura Lacerda, Unip, USP, Otoniel Motta e Colégio Marista. Foram inscritos 35.766 candidatos para disputar 10.752 vagas abertas em
todo Estado. O índice de abstenção ficou em torno de 7,5% nos três dias.

Para a estudante Bárbara Giaretta Batista, 18, sua vaga pode estar garantida na Faculdade de Matemática da USP de São Carlos (SP) por causa das provas de hoje – matemática e física. “Fui bem no primeiro dia, razoavelmente no segundo dia e muito bem hoje. Agora é só aguardar os resultados”, disse Bárbara.

O mesmo otimismo não estava estampado no rosto de Rafael Stein Pereira, 18, que fez as provas por uma vaga na Faculdade de Pedagogia da USP de Ribeirão. “Hoje foi mais tranquilo, mas os dias anteriores foram penosos, e acho que não me sai bem”, avaliou Rafael.

(Luís Henrique Trovo, de Ribeirão Preto)