As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eleições vêm à tona também nas escolas de SP

Redação

01 Outubro 2010 | 11h43

Felipe Mortara

Às vésperas das eleições, o processo democrático é um dos principais temas de debates e trabalhos em diversos colégios paulistanos. Na pauta das “plenárias” os estudantes realizam prévias eleitorais, analisam o papel dos legisladores e poderes constituídos, da mídia, o valor da democracia e candidatos controversos.

Em sua campanha o palhaço Tiririca pergunta: “Você sabe o que faz um deputado federal? Nem eu. Então vota em mim que depois eu te conto”. O professor Roberto Candelori, da disciplina de Ética e Cidadania do Colégio Móbile, aproveitou a polêmica fala do candidato para pedir aos alunos do 1º ano do ensino médio redações que esclarecessem ao próprio Tiririca qual a função do cargo ao qual concorre.

Alunos do Colégio Pentágono foram mais além viajando até Brasília para “sentir” as estruturas de poder. A imersão no Congresso Nacional aconteceu na disciplina de Estudo do Meio.

De acordo com Patrícia Bauer, coordenadora do ensino médio, “São objetos de estudo as funções e cargos que compõem cada poder, as comissões parlamentares, principais partidos políticos e suas linhas ideológicas, além das causas e consequências da corrupção”.

Já no Colégio Equipe, em Higienópolis, no 2ºano do Ensino Médio, na disciplina História do Brasil, os alunos tomam contato com a trajetória dos partidos políticos. O ponto alto acontece com as prévias eleitorais, organizadas pelo grêmio estudantil. As últimas envolveram os cargos de presidente, governador e senador.

Há mais de 10 anos acontece no Colégio I.L. Peretz a eleição semestral do representante da classe  através de um exercício eleitoral. “Representando os seus colegas e sendo representados por eles, os jovens percebem que a função dos políticos é uma função social delegadas a eles, que devem exercê-las em favor daqueles que o elegeram e daqueles que ele representa”, comenta Isabel Cossalter, coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental I.

Mais conteúdo sobre:

debateeleiçõesEscola