Vestibular é poesia…
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vestibular é poesia…

Redação

20 Outubro 2009 | 07h04

“Para minimizar a ‘outubrite’ (doença que faz os vestibulandos acharem que esqueceram tudo no mês-véspera da Fuvest) e a ‘TPV’ (Tensão Pré-Vestibular), nada melhor do que um pouco de poesia… Parodiadas, é claro, por aqueles cujo lirismo é aguçado pela tão famosa ‘outubrite’…

– ‘Não chores meu filho, não chores que o vestibular é luta renhida, vestibular é o combate, que os fracos abate, que os fortes, os bravos só pode exaltar!’

– ‘De tudo, no vestibular serei atento, antes, e com tal zelo nas questões, e sempre, e tanto’

– ‘Vestibular é fogo que frita o nosso cérebro, é ferida que dói a cabeça, é um cuidar que ganha em se perder…’

– ‘No meio do caminho, terá um vestibular, terá um vestibular no meio do caminho’

– ‘E eu vos direi: Estudai para entendê-las, pois só quem estuda, pode ter cérebro capaz de ouvir e de entender as matérias da prova’

– ‘Estou farto do vestibular comedido, do vestibular que para e vai averiguar no dicionário o cunho vernáculo de um vocábulo, não quero saber de um vestibular que não seja libertação… Vou-me embora pra Fuvest!’

– ‘Ó vestibular salgado, quanto do teu sal, são lágrimas dos estudantes, por te cruzarem, quantos alunos sofreram, quantos cabelos e noites perderam, quantas promessas pagaram, para que a vaga fosse nossa, ó vestibular!’

Enfim, ‘minha terra tem um vestibular, que não é tão fácil como cá, o que nos resta é ter ânimo poético, para ir até lá.'”