As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cursinhos elogiam segundo dia da Unesp

Redação

19 Dezembro 2011 | 18h38

* Por Lorena Amazonas, especial para o Estadão.edu

O segundo dia da 2ª fase do vestibular da Unesp não teve surpresas. As provas foram de português, inglês e redação, e professores de cursinhos consideraram que o exame aplicado hoje manteve o mesmo nível de dificuldade do ano anterior. “A prova estava bem-feita, conseguiu avaliar bem o candidato”, disse Alahkin de Barros Filho, professor de inglês do Etapa.A prova de inglês apresentou dois textos – um sobre o filme de ficção científica Gattaca e o outro sobre marketing pessoal – e cobrou duas questões de cada um, para serem respondidas em português. “A questão sobre o filme tinha o vocabulário um pouco mais complexo, era mais fácil para quem o assistiu”, disse Elaine Callegari, professora de inglês do Objetivo. Já a questão sobre marketing pessoal dividiu os professores. “O segundo texto era mais fácil, com vocabulário mais simples”, considerou Elaine. Para o professor Alahkin, o segundo texto exigia leitura mais detalhada e respostas mais longas.

Na prova de português, a professora Célia Passoni, do Etapa, sentiu falta de questões que cobrassem mais gramática e conhecimentos adquiridos no ensino médio. A redação, cujo tema foi Bajulação: virtude ou defeito?, foi elogiada pelos professores por ser de tema próximo ao cotidiano dos alunos. “Vivemos em uma sociedade de marketing e todo mundo sabe identificar um puxa-saco”, disse Nelson Dutra, professor de português do Objetivo. “A redação foi um modelo já consagrado pela Unesp, com tema do cotidiano. Afinal quem nunca viveu uma bajulaçao?”, explicou Alberto Nascimento, coordenador do Anglo.

Mais conteúdo sobre:

unespunesp 2012vestibular