As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cofundador do New Classrooms fala sobre personalização do ensino

Redação

04 Abril 2013 | 10h45

joel_rose600.jpg

Joel Rose, cofundador e diretor executivo da New Classrooms. Foto: Sérgio Castro/Estadão

Joel Rose, cofundador e diretor executivo da New Classrooms Innovation Partners, falou sobre a School of One, plataforma lançada em 2009, em parceria com a cidade de Nova York, que trabalha a personalização do ensino.

A plataforma é simples: identifica a necessidade do aluno, com base em uma série de dados sobre ele, e verifica em um enorme banco de dados demais alunos que vivenciem a mesma situação. A partir de então, é possível analisar o que foi feito nesses casos e que tipo de atividade funcionaria melhor. “Não só identifica o que o aluno fará em seguida, mas também identifica o perfil do aluno. Aprendemos mais sobre ele, e escolhemos o que melhor podemos aplicar na situação”, explica Joel.

A plataforma multimodal do School of One permite o ensino de múltiplas disciplinas. O sistema é baseado em um mapa de habilidades, elaborado com as respostas de um questionário aplicado aos alunos no começo do ano letivo. Com esses dados em mãos, é possível verificar, por exemplo, de que forma o estudante aprende de modo mais eficaz, seja em aulas presenciais, virtuais, colaborativas ou estudando sozinho. “Criamos um algoritmo de aprendizagem, que cruza dados sobre aluno com informações de milhares de aulas que catalogamos. Do resultado, criamos uma programação excluvisa para cada aluno e professor.” Desta forma, é traçado um plano individual de estudos diariamente, o que aumenta as chances de sucesso no aprendizado.

Com o mesmo sistema, é possível avaliar também a qualidade das aulas do professor, verificando os pontos fortes e o que precisa ser melhorado na hora de transmitir o conhecimento.

“Nós usamos a tecnologia para transformar, e estamos esperançosos e entusiasmados com o futuro”, afirma Joel. A New Classrooms já começou a implantar o modelo em oito escolas públicas das cidades de Nova York, Chicago e Washington.

Mais conteúdo sobre:

New Classroomstransformar 2013