As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

COC critica dupla interpretação em História

Redação Estadão.edu

10 Janeiro 2012 | 21h14

* Por Cecília Cussioli, especial para o Estadão.edu

Para o COC, a última prova da Fuvest manteve o nível de dificuldade do ano passado, com uma prova exigente e que abordou conteúdos variados de cada matéria.  “Foi uma prova pertinente ao que é exigido de um aluno desta etapa de avaliação”, afirmou Zelci Clasen de Oliveira, diretor editorial do Sistema COC de Ensino.

As provas de História, Geografia e Matemática foram mais difíceis que as do ano passado na opinião dos professores. Já a de Química, Física e Biologia mantiveram o mesmo nível, exceto o item B da prova de Biologia. “Exigia um conteúdo muito específico, de Ensino Superior”, disse Zelci.

Outra questão que poderia gerar  dúvidas é a número 2 da prova de História. Segundo o professor Marcio Raimundi Fernandes dos Anjos , o enunciado dá margem a dupla interpretação. Em uma primeira leitura, o candidato entenderia que apenas as invasões normandas, no século IX, deveriam ser citadas. Mas, Luís IX, presente no início do texto, também deveria ser considerado na resposta. “Era muito conteúdo para o espeço de resposta. Quase uma redação apenas no item A”, afirma.