As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Aulas na Poli-USP seguem normalmente

Redação

09 Junho 2009 | 14h09

Enquanto funcionários, alunos e professores da USP, Unesp e Unicamp se reúnem na frente da reitoria para discutir as pautas de reivindicação do Fórum das Seis, que representa docentes e funcionários técnico-administrativos da das três universidades estaduais, além da Fundação Padre Anchieta, Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapesp) e a Fundação do Desenvolvimento Administrativo Paulista (Fundap), as aulas na Escola Politécnica da USP (Poli-USP) continuam normalmente.

Igor Macedo de Miranda, estudante de Engenharia Mecânica, diz que apesar de a greve ser necessária, falta organização do movimento. “Os funcionários têm direito ao aumento de salário, mas eles perdem o foco ao acrescentam outras pautas na discussão, como a readmissão do Brandão”, disse, referindo-se a um ex-funcionário da USP, demitido após diversas sindicâncias e considerado pelos funcionários uma vítima da ‘perseguição política’ feita pela atual gestão da reitoria da USP.

Ao ser perguntado se ele e um grupo de amigos iriam participar da concentração programada acontecer logo em seguida em frente à reitoria, Miranda respondeu: “Não, nós vamos para a aula. A Poli não para.”