As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Atualidades mais uma vez dominaram prova de Ciências Humanas

Redação Estadão.edu

03 Novembro 2012 | 16h18

* Por Davi Lira, de O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO – Grande parte das questões de história e geografia contaram com uma dose elevada de itens envolvendo autoridades históricas, afirmam alguns candidatos. “Caiu muito mais coisas de atualidades do que de escola”, afirma Aline Cristina, de 23 anos. Segundo ela, não houve qualquer referência a questões envolvendo o período colonial e história do brasil nessas provas. “Não teve nada disso, mas o que me surpreendeu, além de muita coisa recente, é que houve até questão envolvendo Maquiavel, coisa que só se aprende no curso de Direito”, disse. “Não faltaram questões sobre terrorismo e islamismo na prova de história”. Já na parte de geografia houve questões sobre meio ambiente, focada na exploração dos índios nas áreas ocupadas por latifundiários. Teve também uma comparando a crise de 29 com a atual.

“Realmente teve muita coisa recente, mas o problema é que eu não leio jornal”, afirma Jéssica Mendonça, de 18 anos. “Lembro que teve também uma questão sobre a Guerra do Vietnã”. Mesmo reconhecendo a existência de muitas questões de atualidades, Letícia Fernanda, de 18 anos, da Escola Estadual Leica de Barros, contraria a tese das colegas e diz que ainda prefere que as questões envolvam temas históricos presentes nos livros, e não no noticiário televisivo.