As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Apenas 3 estudantes se atrasam e são barradas no vestibular da USP em Presidente Prudente

Redação Estadão.edu

25 Novembro 2012 | 14h34

* Por Sandro Villar, do Estadão.edu

Apenas três candidatas foram barradas porque chegaram três minutos atrasadas para fazer a prova do vestibular da Fuvest na Faculdade Toledo, em Presidente Prudente, extremo oeste paulista. O carro delas quebrou na estrada. Duas são de Parapuã e uma de Osvaldo Cruz.

O pai da estudante de Osvaldo Cruz se revoltou: “Se fosse bandido deixavam entrar, por causa de três minutos de atraso não deixam entrar. É o Brasil!”, protestou o comerciante Marco César Cassiano na frente de dois policiais civis posicionados na portaria fechada. Ele alegou que o carro enguiçou na rodovia. A maciça maioria dos candidatos já tinha entrado até as 12h50. 

Ao todo, 1.495 candidatos se inscreveram pagando a taxa de R$ 130. Uma boa parte é do Paraná e do Mato Grosso do Sul, além de cidades paulistas, como Dracena, Guararapes e Álvares Machado. Alguns admitiram nervosismo e não conseguiram dormir direito na noite passada. “Estou supernervosa, não dormi direito, perdi o sono”, confessou Carla Lorena da Silva Benvindo, de 21 anos, estudante de Presidente Prudente.


Ela, que escolheu Medicina, tem como meta acertar 67 questões e admitiu que não está preparada. “Não estou totalmente preparada, acho que eu precisava de mais um ano de cursinho”, completou, observando que se estivesse num bom dia poderia se sair melhor na prova.

Mais conteúdo sobre:

fuvest 2013