As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ameaça à flash mob

Redação

18 Junho 2009 | 18h21

O comitê de estudantes em defesa da greve dos trabalhadores da USP convocou alunos e organizações políticas a protestarem amanhã, às 11h, em frente à Escola de Comunicação e Artes (ECA) contra a manifestação programada pelos estudantes contrários à greve.

A flash mob – um protesto rápido, de alguns minutos, combinado pela internet, em que as pessoas se reúnem e tentam não atrapalhar a vida de quem está por perto – foi programado para as 12h, no mesmo local. O grupo pretende ocupar a sede do Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), que iniciou a greve, e fazer um piquenique, mas o comitê de estudantes em defesa da greve pretende impedir a mobilização.

Em uma página de relacionamentos do Orkut, o comitê manifesta sua posição contrária ao flash mob e convoca estudantes e organizações políticas a “impedir que setores minoritários de estudantes organizem medidas anti-operárias” contra o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp).

“Ainda nao sabemos o que vamos fazer, mas vamos reagir a qualquer atitude dos participantes do flash mob”, diz a estudante de Letras Julia Almeida, que integra o comitê.


O estudante Kiko Morente, aluno do 4º ano da Escola de Comunicações e Artes (ECA) e um dos organizadores da flash mob, considera que “esta é mais uma atitude anti democrática” do Sintusp. “Eles tem direito a greve e nós temos direto de expressar nosso descontentamento com isso.”

Confira aqui reportagem sobre a ‘greve da greve’.