As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alunos da Cásper Líbero protestam contra demissão de profesores

Redação

16 Março 2012 | 18h46

* Por Lorena Amazonas, especial para o Estadão.Edu

Estudantes da Cásper Líbero realizam um protesto na noite desta sexta-feira para cobrar explicações sobre a demissão de dois professores do curso de Jornalismo. A faculdade dispensou Edson Flosi, que estava licenciado das aulas por causa de um câncer, mas exercia a função de assessor da diretoria. Em solidariedade ao colega, Caio Tulio Costa pediu demissão em “caráter irrevogável”.

Acompanhe os principais momentos da manifestação:

21h20. Durante o intervalo o número de alunos aumentou consideravelmente. Munidos de tambores e apitos, os estudantes continuaram o protesto, retornando depois para as salas de aula.

20h37. Um grupo de alunos permanece na faculdade  esperando o horário do intervalo. A intenção dos manifestantes é convocar os estudantes que estão em sala de aula.

19h09. Enquanto parte dos alunos permanece no “escadão” da Cásper Líbero, outros se moveram até a entrada lateral do prédio que abriga a faculdade, obstruindo a passagem de pessoas. Os estudantes carregam cartazes com frases de apoio aos professores. Entre os cartazes é possível ler:  “Bravo Caio Tulio”,  “Força Flosi”,  “Pra onde vai nosso dinheiro?”,  “Injustiça” e “#vergonhacasper”.

18h47. Aproximadamente 50 alunos protestam na escadaria da Faculdade Cásper Libero e carregam cartazes em solidariedade aos professores demitidos. Ivan Oliveira, de 22 anos, aluno do 4o.  ano de jornalismo noturno, é um dos que discordam da atitude tomada pela diretoria da faculdade. “A Cásper diz que a demissão foi legal, mas não achamos moral, achamos indigno”, diz.

Para o aluno do 2º ano de Publicidade e Propaganda, Gabriel Magni, de 20 anos, a manifestação não é somente em solidariedade ao professor, mas contra problemas de estrutura. “A Fundação não entende nada de educação e quer mandar na faculdade.”

18h30. Cerca de 20 pessoas usando nariz de palhaço estão reunidas na escadaria da Faculdade Cásper Líbero. Questionados sobre o protesto, representantes do  Centro Acadêmico Vladimir Herzog afirmaram que não vão se pronunciar sobre a manifestação. Ainda segundo eles, na segunda-feira será realizada uma Assembleia Geral com os alunos para decidir qual posição o C.A. deverá tomar. Rafael Filippini, representante do C.A. disse que eles estão apurando os fatos.  “Representamos os alunos e precisamos ouvi-los antes de nos manifestar.”