As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Candidatos confundem endereço e chegam atrasados para o vestibular da PUC-SP

Redação Estadão.edu

02 Dezembro 2012 | 16h11

Cerca de 20 estudantes foram barrados na entrada do câmpus de Perdizes da PUC-SP, zona oeste da capital – principal local de prova do vestibular organizado pela universidade. O fechamento dos portões estava previsto para às 13h45 e o início da prova, às 14 horas apenas. Nesse intervalo, alguns estudantes chegaram e ficaram para o lado de fora. Foi o caso de Marcela Santarelli, de 18 anos, que tenta uma vaga em Medicina.

A estudante desesperou-se, tentou forçar a sua entrada e, quando viu que não conseguiria, sentou-se no chão e começou a chorar. Instantes depois a jovem foi informada de que o portão reabriria 14 horas para os atrasados que já se encontravam no local.

Marcela e outros estudantes alegavam ter recebido informação incorreta na confirmação da prova. O local do exame estava indicado como “Campus PUC (Monte Alegre)” e o endereço, como Rua Ministro Godói. Alguns jovens, no entanto, confundiram-se e dirigiram-se até a rua   Monte Alegre, sede administrativa da universidade.  Outros jovens alegaram ainda que não tinham seus nomes na relação de candidatos que prestariam o vestibular naquela unidade. Ana Maria Domingues Zilocchi, coordenadora geral da Coordenadoria de Vestibulares e Concursos da PUC-SP foi procurada pela reportagem para comentar o caso mas, por conta do exame, não pode falar.