As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alunos brasileiros aprendem inglês com idosos de asilo nos Estados Unidos

Redação Estadão.edu

08 Maio 2014 | 19h45

Alunos de uma escola de idiomas de São Paulo ganharam uma ajuda experiente para aprender inglês. Por meio de uma ferramenta de bate-papo em vídeo na internet, jovens brasileiros tiveram a chance de praticar a língua e tirar dúvidas com idosos de um asilo nos Estados Unidos. A ação foi divulgada nesta semana pela agência de publicidade FCB Brasil e pela rede de ensino de idiomas CNA

O projeto-piloto, proposto pela agência e batizado de Speaking Exchange, foi desenvolvido nos cinco primeiros meses deste ano. Participaram da experiência 30 estudantes da unidade do CNA na Liberdade, região central de São Paulo, e 12 idosos do Windsor Park Retirement Community, em Chicago. O principal objetivo era fazer com que os estudantes tivessem contato com nativos do idioma e criassem uma relação com os idosos.

 

 

“O que há de mais rico no projeto é a possibilidade de um aluno e um idoso terem uma falha de comunicação. O aluno tem a chance de aprender com o próprio erro”, explicou ao Estado o diretor da Educação do CNA, Marcelo Barros. Alguns dos idosos, segundo ele, têm muito a ensinar aos professores de idiomas. “No vídeo, vemos uma idosa corrigir uma de nossas estudantes com uma delicadeza que me emociona”, afirma

De acordo com Barros, os professores avaliam o aprendizado e desenvolvimento dos alunos com base nos vídeos. “Ainda não temos uma medição maior sobre a curva de aprendizagem porque poucos estudantes participaram, mas os relatos são ótimos”, diz. “Ele aprende com a experiência real”, completa. A ideia é expandir o projeto nos próximos meses para outras unidades do CNA, que tem 587 escolas no País.