As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Aluna que se preparou sozinha para vestibular de Medicina afirma estar tranquila para fazer a prova

Redação Estadão.edu

25 Novembro 2012 | 13h27

* Por Cristiane Nascimento, especial para o Estadão.edu

SÃO PAULO – Marina Hamann da Rosa, 20 anos, chegou em São Paulo às 11h de ônibus, vinda de Santa Catarina acompanhada da mãe. Ainda carregando toda a sua bagagem, prestará pela segunda vez Medicina pela Fuvest no prédio da FEA-USP.  A estudante conta que se preparou para o vestibular sozinha, em casa e que conseguiu aproveitar melhor o tempo de estudo dessa forma. “Lia o conteúdo direto dos livros e por isso consegui absorver muito mais”. Ela afirma que pela manhã estava nervosa, mas que com o aproximar da prova está mais tranquila.

Além da USP, a estudante já prestou a Federal do Paraná e pretende prestar Ufsc, mas afirma não ter preferência por nenhuma das três universidades. Sua mãe, Soeli Hamann da Rosa, 44 anos, a apóia e diz que o importante é que a filha faça o que quiser. “Eu espero que ela consiga e faça o que realmente sonha em fazer, sem qualquer pressão”. A mãe afirma que nem ela, nem o pai da garota pressionam para que a filha entre na universidade logo. “Pode ser hoje, pode ser ano que vem, a gente não pressiona ela”.


Mais conteúdo sobre:

educaçãofuvestfuvest 2013