As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alguns candidatos ainda acreditam que podem mudar a língua estrangeira na hora da prova

Redação

04 Novembro 2012 | 12h19

* Davi Lira, de O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO – Mesmo sendo proibido mudar a prova de língua estrangeira de inglês para espanhol e vice-versa no momento do exame, conforme prevê o edital do Enem, alguns estudantes acreditam que se uma delas for mais difícil, o plano B vai ser mudar para outra na hora da prova.

A estudante Juliana Zicardi, de 17 anos, é uma das candidatas que pensaram nesta possibilidade. “Na escola eu sempre fiz simulados com as duas provas de língua estrangeira. Talvez eu possa trocar de inglês para espanhol caso esta esteja mais fácil”, afirma. A hipótese de mudança, no entanto, foi descartada após a intervenção da sua mãe, que acompanhava a estudante até a abertura dos portões.  “Não, minha filha, eu acho que não pode.”

JulianaZicardiEvelsonFreitas400.jpg

A estudante Juliana Zicardi achou que poderia alterar o idioma na prova de língua estrangeira

A maioria dos estudantes consultados disse que não desistiria da prova de inglês, mas não sabia que a troca é proibida. O motivo alegado é a dificuldade que teriam com o espanhol.  “Não seria capaz de mudar, porque a prova de espanhol exige um conhecimento de vocabulário e de sinônimos bem profundo”, diz Geise Morais, de 17.