As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A vez do espanhol

Redação

16 Dezembro 2011 | 09h23

* Por Gabriela Riani, de 21 anos, estudante de Relações Públicas. Faz curso de espanhol no Equador

IMG_20111127_00018.jpg

“No ano passado fiz um intercâmbio de três meses em San Diego, Estados Unidos, para estudar inglês. Pensei que seria o primeiro e único intercâmbio da minha vida, mas logo percebi que precisava aprender espanhol para ter vantagens no mercado de trabalho. Decidi fazer outro curso no exterior.

Minha mãe apoiou a minha decisão, mas impôs uma condição: que eu estivesse de volta antes do Natal, para passar as festas com a família, e que eu ficasse apenas um mês fora. Como tenho um amigo equatoriano que mora em Quito, resolvi vir para cá estudar o idioma.

Ponto_turi_stico_no_centro_La_Ronda.JPG

Vivo em uma residência estudantil que fica dentro do câmpus da escola. Estudo pelas manhãs e aproveito o restante do dia para conhecer a cidade com meu amigo. Ter a companhia de um nativo faz muita diferença, pois ele me leva para lugares que a maioria dos turistas desconhece.

Eu_no_meu_quarto.JPG

Quito está localizada em meio à Cordilheira dos Andes, a quase 3 km de altitude, e é muito diferente de São Paulo. Quase não há prédios e a comida é muito barata. Para se ter uma ideia, é possível almoçar em um restaurante bacana com entrada, prato principal, sobremesa e um suco por apenas três dólares!

Cuicocha.JPG

Nos fins de semana sempre viajo com meu amigo. O lugar mais encantador que conheci até o momento foi Cuicocha, uma lagoa vulcânica lindíssima. Está sendo uma ótima experiência.”

Veja também:

Intercambistas contam suas experiências
Programas de intercâmbio na América Latina
Leia mais notícias sobre intercâmbio