A rápida posse de um diplomata
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A rápida posse de um diplomata

Redação

09 Setembro 2011 | 22h31

* Por Cedê Silva, especial para o Estadão.edu

BRASÍLIA – Diplomatas são conhecidos por serem mestres do protocolo, e dominarem as regras de longos cerimoniais. Mas você sabia que a cerimônia de posse de novos diplomatas dura só uns 40 minutos? Pois é. Mais rápido que qualquer formatura de ensino médio.

Foto: Gustavo Ferreira/ MRE

 Nesta segunda-feira, 5 de setembro, ocorreu no Instituto Rio Branco, em Brasília, a posse dos mais novos diplomatas do Brasil. Pela lei, todos já terminaram algum curso de graduação: o curso de diplomacia é uma espécie de mestrado. Inclusive, as aulas começaram no dia seguinte, terça.

A cerimônia é assim: os membros da mesa já começam sentados (nada de serem chamados a subir ao palco). O secretário-geral do Itamaraty faz um discurso (e só ele faz algum discurso). Em seguida, são lidos os nomes dos novos diplomatas, que sobem ao palco para deixar suas assinaturas e receber os cumprimentos das autoridades. O público só bate palmas ao final. E acabou! Não tem nem coquetel depois.

E você? Tem alguma história de uma cerimônia muito longa ou muita rápida? Conte pra gente.