Inscrições do Enem já superam recorde do ano passado; prazo acaba amanhã

Paulo Saldaña

22 Maio 2014 | 19h23

A um dia do fim das inscrições, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 já bateu o número de inscritos do ano passado. Às 19h desta quinta-feira, dia 22, o número de inscrições passou dos 7,2 milhões – chegando a um novo recorde de participação. As provas ocorrem nos dias 8 e 9 de novembro, como este blog revelou em abril .

O ritmo de inscrição tem sido maior do que no ano passado, com mais de mil inscritos por minuto. No ano passado, foram 15 dias de inscrições – neste ano, o prazo foi reduzido: 12 dias. Quem quer fazer o exame deste ano precisa se inscrever até as 23h59 de amanhã, sexta-feira, dia 23. A inscrição pode ser feita aqui.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC) que organiza o Enem, espera ter mais de 8 milhões de inscritos. Concluintes de escolas públicas têm isenção da taxa de inscrição, além de quem declarar carência. Mas o restante dos inscritos precisam pagar a taxa de R$ 35 para confirmar a participação do exame.

PRESTE ATENÇÃO: O valor tem de estar pago até o dia 28 de maio, por isso é importante ficar atento a prazos de compensação bancária. Quem deixar para pagar na última hora (por internet depois do horário bancário, por exemplo) pode não ter sua inscrição garantida. Por isso, pague o quanto antes.

Desde 2009, o Enem é adotado como seleção de praticamente todas as universidades e institutos federais, além de ser critério para bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Financiamento Estudantil (Fies). As notas do exame também servem como certificação do ensino médio e para participação do programa Ciência sem Fronteiras.

MAPA DAS INSCRIÇÕES: O Estado de São Paulo lidera em número de inscritos, com mais de um milhão de cadastrados (com dados de 18h40). Na sequência, aparecem Minas Gerais (788 mil), Bahia (530 mil) , Rio de Janeiro (520  mil).

Saiba mais sobre o Enem no blog do Mateus Prado, clicando aqui.

Mais conteúdo sobre:

cotasEnemuniversidade