É a terceira vez que a redação do Enem aborda direito das crianças

Paulo Saldaña

09 Novembro 2014 | 18h03

Quem se preparou para o Enem 2014 revisando as edições anteriores da prova não deve ter se surpreendido com o tema da redação deste ano, que foi “Publicidade infantil em questão no Brasil”. Desde 1998, quando o Enem foi criado, propostas envolvendo os direitos de crianças e adolescentes já caíram outras duas vezes.

Em 2005, o tema era “Trabalho infantil na realidade brasileira”. Já em 2000, a proposta da redação foi “Direitos da criança e do adolescente – Como enfrentar esse desafio nacional?”. No ano que vem, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completa 25 anos.

O Enem foi reformulado em 2009 e passou a ser utilizado como vestibular. Mas a proposta de avaliar competências e a preocupação temática com a ética e direitos humanos, por exemplo, já estão em suas diretrizes desde a criação.

Confira abaixo todas as propostas de texto desde 1998:

2013: Lei Seca
2012: O movimento imigratório para o Brasil no século XXI
2011: Viver em rede no século 21
2010: O trabalho na construção da dignidade humana
2009: O indivíduo frente à ética nacional
2009: A valorização do idoso (era o tema da prova que vazou e não foi realizada)
2008: Como preservar a floresta Amazônica
2007: O desafio de se conviver com as diferenças
2006: O Poder de Transformação da Leitura
2005: Trabalho infantil no Brasil
2004: Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação?
2003: A violência na sociedade brasileira
2002: O direito de votar
2001: Desenvolvimento e preservação ambiental
2000: Direitos da criança e do adolescente
1999: Cidadania e participação social
1998: Viver e Aprender