Assembleia de SP aprova projeto com novas regras para diretor de escola

Os novos diretores da rede estadual de São Paulo passarão por formação, avaliação e, caso não atendam às expectativas, poderão ser dispensados

Paulo Saldaña

05 Dezembro 2014 | 20h36

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou nesta quarta-feira, dia 3, o Projeto de Lei que prevê novas regras para o ingresso, formação e avaliação de diretores da rede estadual de ensino paulista. Segundo o texto do projeto, caso os profissionais não atendam às expectativas de desempenho, poderão ser dispensados.

O projeto de Lei Complementar é de autoria da Secretaria da Educação do Estado, conforme já noticiou este blog. O texto segue para a sanção do governador.

A partir da aprovação da lei, os profissionais serão submetidos a formação e avaliação ao longo dos três primeiros anos de atuação, no chamado estágio probatório. O diretor que apresentar desempenho insatisfatório nesta etapa poderá perder o cargo.

De acordo com pesquisas da área, o gestor escolar tem papel primordial no sucesso da unidade. Caso o novo diretor já for um professor da rede, ele poderá voltar a seu cargo de origem.