Professores aprovam novo modelo do Enem

Professores aprovam novo modelo do Enem

Oficina do Estudante

13 Novembro 2017 | 12h14

O coordenador pedagógico da Oficina do Estudante, Celio Tasinafo, analisou o segundo dia de prova do Enem 2017, que ocorreu neste domingo (17). “O Enem procurou contextualizar as questões, tornando conteúdos e conceitos da prova de Ciências da Natureza mais próxima da realidade dos alunos. Assim, muitas questões tratam de temas práticos: medicamentos, produção de energia, dinâmica do brinquedo pula-pula. Também em matemática observamos essa tendência com poucas questões cobrando a matemática pela matemática!”

Célio Tasinafo

 

 


 

 

 

 

 

Célio também contextualizou a opinião dos professores nas matérias cobradas na segunda prova do exame. Confira abaixo:

Matemática

Para os professores de Matemática do Curso e Colégio Oficina do Estudante, a prova do Enem deste ano manteve a tendência apresentada nas últimas edições: cobrança dos principais conteúdos da disciplina, aliada à contextualização daqueles conteúdos, procurando aproximar a disciplina da realidade dos alunos. Além disso, habilidades importantes da disciplina foram cobradas em várias questões como as relativas à interpretação de gráficos e tabelas. A prova aliás dosou bastante a exigência de cálculos com a da capacidade de interpretação de dados.

Química

Para os professores de química do curso e colégio Oficina do Estudante a prova manteve a valorização de conteúdos da parte de orgânica, além de questões relacionadas a processos de separação de misturas, eletrólise e propriedades da matéria. Em que pese a existência de algumas questões um pouco mais exigentes, a prova se manteve dentro do padrão esperado a partir das últimas edições.

Biologia

A prova de biologia trouxe uma questão de genética, tema ausente em outras edições. Por outro lado, mantendo a tradição do Enem tivemos várias questões que podem ser enquadradas como sendo do Programa de Saúde. Assim, mesmo com a referida questão de genética e a que associou fotossíntese e nanotecnologia, não podemos dizer que foi uma prova difícil ou surpreendente.

Física

Para os professores de Física do Curso e Colégio Oficina do Estudante, a prova também seguiu o padrão temático do Enem de outros anos, com questões sobre temas sempre valorizados pelo exame: energia, ondas, por exemplo. Em linhas gerais, ainda que os estudantes possam ter achado uma prova mais difícil que a edição do ano passado (por conta de uma ou outra questão), no conjunto não foi isso que observamos.

Nova ordem do Enem 2017

Célio afirma que aprovou a nova ordem de provas do Enem – que a partir deste ano foi realizada com o intervalo de uma semana e também uma nova divisão na cobrança das disciplinas.

Sim, aprovamos a nova ordem das provas. A organização ficou mais lógica, ainda que nesse primeiro momento os alunos ainda estranhem (reclamando dos textos do 1º dia e dos cálculos no 2o dia). O maior benefício desse modelo é a semana ente a 1ª e 2ª prova, acabando com a canseira dos dias seguidos.