Ensino em tempo integral: como potencializar o tempo sem cair no tédio

Ensino em tempo integral: como potencializar o tempo sem cair no tédio

Escola Morumbi

01 Dezembro 2015 | 11h53

Por *Maria Celina Valverde

Nos últimos anos, o ensino integral vem se consolidando no Brasil.
Cada vez mais pais tem procurado escolas que ofereçam esse modelo de educação para os filhos. O movimento é benéfico e permite que educadores se reinventem, que ofereçam novas possibilidades – e que os alunos tenham, na escola, um ambiente que vai além do aprendizado de matérias tradicionais. Contudo, sempre surge a dúvida de como manter o aluno o dia inteiro no colégio sem que ele se sinta entediado com as atividades e o ambiente, além de não “pesar a mão” nas disciplinas. A dica é muito simples: inovar.

As disciplinas eletivas – como costumam ser chamadas estas que não se enquadram no quadro do ensino regular – são um importante complemento para a formação dos estudantes. Oferecer algo além das disciplinas regulares ajuda as crianças e adolescentes a desenvolverem criatividade, expandirem os horizontes e, claro, permite que tenham contato com outras áreas – escolhidas por eles – que podem guiar a escolha profissional. Nosso Colégio se preocupa muito com essa formação mais completa, e, por isso, todos os semestres oferecemos eletivas diferentes e preparadas com muito cuidado pelos nossos docentes.

Neste segundo semestre de 2015, por exemplo, oferecemos eletivas sobre tecnologia (trabalhando o desenvolvimento de games), arte (com aulas de serigrafia ou silk-screen), movimento (em que os alunos puderam conhecer melhor o próprio corpo através de movimentos rítmicos) e jornalismo (que permite que o aluno conheça e explore seu talento na comunicação, aprendendo os elementos que compõem a notícia).

Acreditamos que investir em disciplinas eletivas é fundamental, sempre renovando as opções para que o aluno possa ter contato com o maior número de áreas possível. É através do autoconhecimento que podemos fazer melhores escolhas na área profissional. Se, ao longo da formação, o jovem teve contato com disciplinas em que pôde perceber onde tem mais habilidade e o que lhe dá mais prazer, ele com certeza terá menos dúvidas na hora de escolher qual curso prestar no vestibular.

 

*Coordenadora do Ensino Médio do Colégio Nossa Senhora do Morumbi

Alunos do EM em oficina de game fora das dependências do colégio: estimular a criatividade

Alunos do EM em oficina de game fora das dependências do colégio: estimular a criatividade