Preparação para Entrevistas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Preparação para Entrevistas

Paula Braga

01 Novembro 2017 | 10h18

Se você conseguiu prestar o primeiro round dos MBAs internacionais, deve estar naquele momento “super gostoso” de esperar para ser chamado para a próxima fase: as entrevistas.

“Paula, já estamos em novembro…é normal eles ainda não terem me chamado?” “Paula, você sabe se outras pessoas já foram chamadas?” E por aí vai…

Essa ansiedade é normal.  Afinal, a maioria das pessoas dedica quase um ano para se preparar para prestar o MBA (entre estudos de GMAT e preparação de essays).  Então eu tenho muita compaixão por esse nervosismo.

Porém, convenhamos, ele não é nada produtivo.  Acompanhar diariamente os sites para ver se outras pessoas estão sendo chamadas pode dar a sensação de que você está na ativa, mas eu gostaria de humildemente sugerir que tem outras coisas que você pode fazer durante esse período de espera.  Usar esse tempo pré-entrevistas de maneira eficiente pode, além de reduzir a ansiedade, aumentar suas chances de mandar bem quando o encontro finalmente ocorrer.


Portanto, seguem algumas dicas de como se preparar para essa próxima fase:

Faça sua lição de casa

Qual o estilo de entrevista?

Algumas praticam entrevistas “às cegas” (blind interview), onde o entrevistador não leu seu application/essays.  Em outros casos, o entrevistador já conhece profundamente sua historia.  Por que isso importa?  Se a pessoa já leu seus essays, você contar as mesmas historias para ele de novo será, no mínimo, um pouco entediante.

 

Quem será o entrevistador?

Alumni ou alguém do admissions?  Independente de quem for, dê uma investigada em seu perfil no linkedin…veja que coisas em comum você tem com a pessoa…algum contato?  Alguma escola/empresa/experiência? Quer perguntas você pode fazer ao seu entrevistador baseado no que descobriu sobre ele?

 

Quais são os critérios de admissão da escola?

Que características o entrevistador tentará validar no contato com você?  Saber isso pode te ajudar a ter historias que demonstrem essas características à mão na hora da entrevista.

 

Haverá um case a ser resolvido? Dinâmica de grupo?  Se sim, como se preparar?

 

Quais são algumas perguntas que já são previsíveis?

Há uma serie de reports em sites em que candidatos que passaram por entrevistas compartilham as perguntas que lhes foram feitas.  Dê uma boa fuçada.

 

Treine

Uma vez feita sua lição de casa, agora é hora de colocar a mão na massa.  E isso significa treinar, treinar e treinar.  E quando digo “treinar” não quero dizer escrever sua resposta num papel para as diferentes perguntas potenciais.  Estou falando de você realmente responder às perguntas em voz alta.  Pode pedir para um amigo te fazer as perguntas e você treinar responder (in english, of course).  Pode gravar a você mesmo no celular.  Pode responder as perguntas se olhando no espelho.

Nesse momento, você vai analisar o flow das suas respostas, sua fluência em inglês, quanto tempo você leva para responder cada pergunta e por aí vai.  Muitas vezes a gente acha que nossas historias estão claras (até porque muitas delas já dissertamos longamente a respeito nos essays) mas, na hora do vamos ver/de falar em alto e bom som sobre elas, nos enrolamos.  Por isso a importância de treinar.

Um ponto importante aqui é que o momento de iniciar a treinar é quando você tiver enviado os applications (e não quando for chamado para entrevista).  Isso porque, muitas vezes, você só terá uns poucos dias entre receber o convite e ter que agendar a tal entrevista.  Ou seja, não haverá tempo suficiente para uma preparação decente.  Ainda mais se o seu inglês falado não estiver afiado.

Portanto, se ainda não começou a brincar de treinar entrevistas, o momento é agora.

 

Inicie seus applications para o Second Round

Já sei, já sei….você não quer nem pensar a respeito disso nesse momento.  Justamente se planejou para fazer um bom primeiro round para ficar livre dessa função no final do ano.  Mas o fato é que não dá para contar que você será chamado para entrevistas.  E esperar até o meio de dezembro para ter essa resposta para só depois se mobilizar para novos applications é garantia de que eles não serão feitos com qualidade.  Sendo assim, coragem.  Veja que escolas você gostaria de prestar e inicie.  Lembre-se que seu consultor de MBA querido também é filho de deus e talvez queira descansar entre Natal e Reveillon.  Portanto, foque em terminar tudo antes do dia 20.

Enfim, esse momento antes da chamada para entrevistas pode ser um purgatório de espera, onde você irá se dedicar à grandes sofrências.  Porém, ele pode também ser um oásis que permitirá a você se tornar um candidato ainda mais preparado.  A escolha é sua.

Bom treino a todos 🙂