As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O – Otimismo para 2013

Claudia Gonçalves

24 Janeiro 2013 | 14h18

 

Há bastante otimismo em termos de empregos e estágios de verão (que ocorrem entre junho e setembro, na passagem do primeiro para o segundo ano do MBA). O GMAC publicou uma pesquisa (Nove de dezembro de 2012) com as empresas que tradicionalmente recrutam alunos e formados em MBA em que mostra que mais de 75% das empresas que tradicionalmente recrutam MBAs têm intenção de aumentar o número de posições em 2013.

Além dos candidatos de MBA, as empresas também têm a intenção de aumentar o número de vagas para quem fez mestrados em finanças, gestão, e contabilidade. Os salários também mostram uma pequena tendência de elevação.

A crise na zona do euro, fiscal nos EUA e o tímido crescimento dos países emergentes foi responsável pelo pequeno crescimento/ retração na contratação de MBAs ao redor do mundo, mas com empresas globais projetando crescimento e mais otimismo para 2013, o mercado para quem tem educação terciária (nível de pós-graduação) reaquece.

A pesquisa inclui 201 empregadores de 182 empresas presentes em 31 países, sendo 45 da Fortune 500.  Em termos regionais, 70% dos respondentes estão nos EUA, 12% na Europa, 9% na América Latina e 6% na Ásia.

A pesquisa concluiu que os MBAs recém graduados serão os tipos de candidatos mais procurados em comparação com candidatos com outros tipos de mestrados (contabilidade. gestão, finanças). Além disso, as empresas também buscam, somado ao MBA, contratar candidatos com experiência em seu setor. Em 2012 as empresas contrataram 82% de pessoas com experiência em seu setor e em 2013 a intenção chega a 86%.

Embora ainda preocupados com a crise, os empregadores que participaram dessa pesquisa cumpriram ou excederam sua meta de contratação de MBAs em 2012, o que nos ajuda a guardar certo otimismo para 2013. A base salarial também deve aumentar tanto para MBAs como para quem tem outros tipos de mestrados. Das empresas que contratam MBAs, 56% têm intenção de manter ou aumentar salários acima da inflação.

As empresas pesquisadas reportaram que seus objetivos para 2013 são melhorar eficiência e crescer:

Eficiência:

Melhorar desempenho/ produtividade  67%
Melhorar  nível de serviço ao consumidor  51%
Reduzir custos 57%
Superar desafios econômicos  40%

 

Crescimento:

 

Expandir base de consumidores  56%
Lançar novos produtos e serviços  53%
Expandir  geograficamente  37%
Diversificar a organização  23%
Completar /integrar uma fusão 17%
Outros 6%

 

Portanto, mesmo ainda sentindo os efeitos da crise e com turbulência à vista, as empresas precisarão de profissionais altamente qualificados para ajudá-las a ganhar eficiência ou crescer e nisso certamente os MBAs têm muito a agregar.