As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

M – Mudança de carreira pós MBA

Claudia Gonçalves

12 Setembro 2012 | 09h52

O MBA certamente pode ser uma boa opção para quem quer fazer uma mudança em sua carreira, ainda  mais se for uma mudança dramática. Tive uma cliente que antes de ir para Stanford era médica e depois trabalhou um tempo em consultoria e hoje é empreendedora. Outros casos menos dramáticos de mudança vão desde sair de industria para consultoria, de banco para industria, ou de industria para banco. O MBA pode ter um efeito de recomeço, onde muitas possibilidades se abrem novamente assim como quando recém saído da faculdade.

Primeiramente, o MBA funciona como um sabático, em que você pode experimentar uma variedade de coisas e refletir / decidir melhor sobre seu caminho futuro. Durante o curso, você pode aprofundar seu conhecimento em áreas a que esteve pouco exposto, ou áreas que despertam seu interesse, sem, no entanto, se comprometer com elas ainda. Com esta exposição, você pode avaliar melhor se consegue se imaginar trabalhando com aquele determinado assunto, trocar experiências com colegas que trabalham naquela área que a princípio lhe interessa e assim testar melhor suas hipóteses sobre como seria um futuro para você naquela função / indústria. Esse paraíso de experimentação lhe permite também incursões em várias áreas, o que acelera seu processo de decisão sobre para onde ir depois do MBA. Muitas vezes a mudança de carreira se impõe, pois já não se suporta mais ficar onde está. A grande mudança sempre começa por saber que  tem que fazer algo, mas o quê? Depois, formulam-se hipóteses para onde ir, o que fazer. Daí vem a fase de experimentação. Conversas com amigos, executivos, professores, head hunters. A coleta de informação e o exercício interno de testar se se identifica ou não com possíveis caminhos profissionais faz parte desse longo e árduo processo de transição de carreira. O MBA concentra vários desse elementos em um único lugar, portanto tornando a transição mais rápida.

Segundo, o MBA dá acesso a um network que de outra maneira você não teria. Conhecer pessoas de diversos lugares do mundo, trajetórias profissionais diferentes é um excelente ativo. Um alumnus (ex-aluno) de uma escola comentou que por conta do trabalho tem que fazer diversas viagens internacionais, normalmente no curto prazo, e nessas ocasiões dispara e-mails para seus colegas da escola e consegue agendar encontros e happy hours nessas viagens. Além de poder trocar ideias e experiências profissionais, ele se diverte muito mais! O sentimento de pertencimento a um grupo (ex-alunos da escola X) também lhe dá acesso a pessoas que de outra forma você não conheceria, um grupo que pode ajudá-lo a entender determinados caminhos profissionais, ajudar a ter acesso a posições dentro de empresas e lhe dar uma chancela importante.

Finalmente, as escolas contam com os centros de carreira, alguns mais ativos que outros, para ajudá-lo a efetivar sua mudança de carreia. Elaborar um bom currículo, treinar para entrevista, e ter acesso às posições que lhe interessam estão entre os benefícios.