M – MIT processo 2015
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

M – MIT processo 2015

Claudia Gonçalves

13 Junho 2014 | 10h00

O MIT não ficou de fora do grupo de escolas a fazer mudanças significativas em seus essays. O número de essays se manteve em relação ao ano passado, sendo que o primeiro não foi modificado. Já o segundo essay foi substituído por uma carta de recomendação que o candidato tem que escrever para si próprio.


Dawna Levenson, diretora de admissões, acredita que as perguntas da carta de recomendação ajudarão a escola a conhecer melhor o candidato. Essa carta de recomendação é a mesma que os recomendadores têm que responder.

O que a escola pede para este ano, conforme publicado no website da escola:

Essays

We are interested in learning more about you. In each of the essays, please describe in detail what you thought, felt, said, and did. Please draw upon experiences which have occurred in the past three years.

Essay 1: The mission of the MIT Sloan School of Management is to develop principled, innovative leaders who improve the world and to generate ideas that advance management practice.  Discuss how you will contribute toward advancing the mission based on examples of past work and activities.   (500 words or fewer)

Essay 2: Write a professional letter of recommendation on behalf of yourself.  Answer the following questions as if you were your most recent supervisor recommending yourself for admission to the MIT Sloan MBA Program: (750 words or fewer)

  • How long and in what capacity have you known the applicant?
  • How does the applicant stand out from others in a similar capacity?
  • Please give an example of the applicant’s impact on a person, group, or organization.
  • Please give a representative example of how the applicant interacts with other people.
  • Which of the applicant’s personal or professional characteristics would you change?
  • Please tell us anything else you think we should know about this applicant.

Optional Information

The Admissions Committee invites you to share anything else you would like us to know about you, in any format. If you choose to use a multimedia format, please host the information on a website and provide us the URL.

O primeiro essay inspira-se no slogan da escolar: mens et manus. A escola busca continuamente a inovação trabalhando tanto com a esfera intelectual (mens) quanto na prática (manus).  Contar estórias e mostrar exemplos é fundamental. O MIT interessa-se em entender mais o processo que o resultado, por isso pede que o candidato descreva o que fez, sentiu, pensou, falou. Uma boa fórmula para dar conta de um essay assim é STAR (situação, Tarefa, Ação, Resultado ou impacto).

A carta de recomendação que o candidato tem que escrever sobre si mesmo de uma certa forma revive a antiga cover letter (carta de apresentação) que esteve no application do MIT por muitos anos. A diferença são as perguntas e a meta-posição (falar de si em terceira pessoa).

As perguntas das duas cartas de recomendação que o candidato deverá pedir também são as mesmas.

O item Optional Information é bem importante. De maneira geral, não se deve desperdiçar um espaço que a escola oferece para que o candidato possa contar mais de sua história e tentar conquistar o comitê de admissões. No caso do MIT, o formato é totalmente aberto. O candidato está convidade a se expressar com video, apresentações em PPT, Prezi, fotos ou o que mais desejar. Aqui o MIT tem uma fresta através da qual pode dar uma espiadinha no candidato de maneira mais informal, mais autentica e onde o candidato pode expressar livremente o que achar importante.

Mais conteúdo sobre:

ApplicationMITprocesso seletivo 2015