Escolhendo Escolas
As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Escolhendo Escolas

Paula Braga

17 Abril 2017 | 11h00

Na hora de selecionar para qual escola prestar seu MBA, muitos candidatos acabam recorrendo aos rankings internacionais e, pior, nem olham além do número 10 da lista. Qual o problema disso?

– Rankings não são “a verdade”. Prova disso é que rankings diferentes trazem opiniões diferentes.

– O candidato foca somente nas “top 10” mas muitas vezes não é qualificado para tal. Daí gasta gasta “ficha” (tempo e dinheiro) à toa.

– O candidato se priva de conhecer outras alternativas que tenham mais a ver com seu perfil (onde encontrará o tipo de pessoa/network que ele prefere, onde tem o tipo de ensino mais alinhado com seu estilo de aprendizado, onde tem recrutadores das áreas que mais lhe interessam)

shutterstock_608283143

Stanford é uma escola dos sonhos sob a maioria dos criterios.  Mas você realmente está disposto a gastar dezenas de horas (e $$$) em um application para um lugar no qual voce não tem muita chance?  Se apaixonar pela Gisele Bundchen dos MBAs é fácil, mas infrutífero para a maioria dos reles mortais.  Não valeria mais a pena dedicar seu tempo a descobrir aquelas escolas que realmente acharão você um candidato interessante? 

 

Eu acredito que sim.

 

Se você concorda comigo, vou te dar algumas dicas de como determinar sua lista de escolas para prestar.

– Reconhecer seu perfil

– Determinar o que é Fundamental e o que é Desejável

– Entender o conceito de Escola Segura x Sonho Atingível x Coerente

– Pesquisar escolas

– Criar a Lista

 

Reconhecer seu perfil

A intenção de analisar seu perfil é depois identificar escolas que 1) tenham a ver com ele, 2) tenham interesse nele.  Para tal, algumas áreas para analisar são:

 

Histórico Acadêmico

Como foram suas notas na faculdade? Como foi seu GMAT? Notas faculdade + GMAT alto = histórico acadêmico não é um limitador na seleção de escolas.  Notas medianas em algum dos quesitos = enfraquecedor de perfil.  No caso do notas baixas na faculdade, um GMAT alto pode ajudar a compensar.  Apesar de essas notas não serem o único criterio de seleção, não podemos ignorar o fato de um MBA ser um curso acadêmico, então a sua habilidade de performar nesse quesito é importante.

 

Histórico Profissional

Analisar seu histórico profissional na escolha de uma escola tem 2 elementos básicos:

– Como seus objetivos profissionais se alinham com as fortalezas da escola: Em que departamento/segmento você trilhou sua carreira? Em que pretende atuar depois (posição/departamento/localidade)? Essa escola é forte nessa área?

– Como seu histórico te torna um candidato mais ou menos atraente: como foi sua evolução na carreira (mais rápida ou mais lenta que outros candidatos)? O que você tem de diferente de outros profissionais de perfil similar ao seu?

 

Outros fatores

Atividades extracurriculares/contribuição para comunidade/gaps de emprego, etc. Todos esses fatores também influenciam sua atratividade para escolas.

 

Determinando o que é Fundamental e o que é Desejável

Para determinar o que você busca no seu MBA, pode começar fazendo uma lista fatores que considera importante.  Podem ser itens como: “aceita candidatos mais velhos”, “perto de uma cidade grande”, “tem programa de intercâmbios”.

 

Alguns fatores para considerar:

– Programa acadêmico: grade curricular fixa x flexível? Foco em algumas disciplinas específicas ou administraçao em geral? Intercambio?

– Empregabilidade: como é o serviço de carreira da universidade? Quais são as áreas/empresas que mais recrutam?

– Geografia: se quero trabalhar em uma região especifica, que escola tem histórico de colocação nessa região? Onde quero estudar: EUA, Europa ou outros?

– Ambiente: Competitivo x colaborativo? Classes pequenas x grande?

– Outros: Atividades extracurriculares podem ser um grande atrativo para alguns candidatos (ser perto de estação de esqui, fazer parte de um programa de aceleradora para start-up, etc)

 

Agora que você tem vários quesitos de escolha, determine: o que é Fundamental, o que é Desejável e o que não importa tanto?

 

Entendendo o conceito de Escola Segura x Sonho Atingível x Coerente

Sonho Atingível – Baseado no seu perfil, ser aceito nessa escola não é provável mas é possível com um excelente application.  (note que há algumas escolas que são “sonhos impossíveis”)

 

Coerente – Você se enquadra bem no perfil de alunos

 

Segura – Você tem boa chance de ser aceito nela, pois se destaca em relação aos demais alunos

 

Considerando que você deve aplicar para 4-6 escolas, uma sugestão seria selecionar 2 de cada tipo.  Para determinar o que é uma escola segura-coerente-sonho para você, reflita sobre os seguintes fatores:

 

GMAT – para se considerar qualificado para uma escola busque estar no range de 80% do GMAT.  Para se considerar bem posicionado, busque estar na media (ou acima) para cada escola.  Em termos gerais, uma nota acima de 700 te torna um candidato competitivo na maioria das escolas.

 

Histórico Profissional – o nível de experiencias de liderança, impacto na organização e progressão de carreira torna sua candidatura mais ou menos atraente.

 

Diversidade – tem algumas diversidades claramente “boas” (ser mulher, vir de países sub-representados, ter aberto uma start-up incrível, etc) e outras que são mais dúbias (como ter um background em algum setor diferente, como educação, advocacia, etc).  Vir de um setor diferente buscando uma mudança de carreira pode ser algo interessante para faculdade desde que você consiga convencê-los de que conseguirá acompanhar o curso (GMAT/histórico profissional de sucesso)  e que a mudança que você visa será possível.

 

Pesquisando escolas

Você deve estar conhecendo melhor seu perfil.  Já tem ideia do que é desejável ou fundamental numa escolha de escola.

 

A partir desse entendimento inicial, a ideia agora é abrir a mente para entender como as escolas se enquadram nesses quesitos.  Entre no site de diferentes escolas.  Leia blogs de estudantes de diversas escolas (mesmo daquelas que a principio você não estava considerando).  Converse com estudantes e ex-estudantes de várias, perguntando sobre sua experiencia.  Frequente eventos de MBA e aprenda sobre diferentes programas.  Após essa pesquisa inicial, se possível, visite as escolas de seu interesse.

 

Agora é pegar todas essas informações e verificar que escolas são seguras/coerentes/sonho atingível dentro dos seus critérios de busca e perfil.

 

Criar a Lista

O último passo desse processo é a criação da sua lista de escolas.  E aí seguir para os applications.

 

Uma abordagem mais aprofundada – além dos rankings –  para a escolha de escolas pode, além de incrementar suas chances de ser aceito, aumentar significativamente sua satisfação com o programa.  Por isso, vale a pena dedicar um esforço ao assunto.  Boa sorte e mãos à obra!