As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

D – Duplos diplomas com MBA

Claudia Gonçalves

21 Dezembro 2012 | 19h10

Alguns estudos do Financial Time e do GMAC acerca das mudanças e transformações dos cursos de MBA revelam novidades interessantes. Primeiramente, os candidatos estão voltando a dar preferência aos cursos mais longos – isso nas escolas que oferecem opções customizáveis de várias durações para o MBA (12, 18 ou 20 meses). Parece que a crise econômica na Europa está fazendo com que os estudantes queiram ficar mais tempo na escola.

Segundo ponto interessante, embora o MBA tenha se originado nos Estados Unidos e o movimento mais tradicional até aqui tenha sido o das escolas americanas espalharem pelo mundo seu estilo e cursos (escolas têm campi na Europa, Ásia, Oriente Médio), a China, por exemplo, investiu em aprender com MIT e outras escolas top americanas e agora vem construindo campi de escolas de negócios chinesas em outros continentes e em 2013 começam um MBA em Nova Iorque.

Os duplos diplomas também estão cada vez mais em voga, a exemplo do LL.M/MBA (mestrado em direito e MBA) e MD/MBA (mestrado em medicina e MBA). Os professores de MBA agora também tem que dar aulas e entender não só geografias e estilos de negócios ao redor do mundo, mas também setores tão específicos quanto direito e medicina.  O MBA rompe as fronteiras mais tradicionais de ser procurado por executivos para abrir novas portas na medicina, direito, sustentabilidade, estabelecendo novas formas de atuação e novas possibilidades profissionais.