Travessia com Dan Robson

Travessia com Dan Robson

Emoção e conscientização em mais uma ação do Projeto Observando Rios

COLÉGIO MAGNO/MÁGICO DE OZ

25 Setembro 2015 | 08h28

O aniversário de 173 anos do Rio Tietê não passou em branco para o Colégio Magno. Isso porque os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II que fazem parte do Projeto Observando Rios (fruto de uma parceria entre a Escola e a Fundação SOS Mata Atlântica para monitorar as águas do Córrego Congonhas) abriram mão de parte do fim de semana para discutir temas que envolvem sustentabilidade e a qualidade da água com outros grupos de monitoramento na UniSant’Anna (universidade que analisa o Rio Tietê na altura da Ponte das Bandeiras).

IMG_8800

Depois de dinâmicas e muita discussão, os participantes elegeram representantes de cada grupo para participar de uma mesa-redonda final e apresentar suas impressões e possíveis soluções. Entre os escolhidos, o único adolescente a fazer parte da mesa composta por adultos foi o aluno do Magno, Lucca Torresan, que demonstrou desenvoltura e envolvimento.

 

IMG_8175

Para simbolizar o aniversário do Tietê e o encontro com o ecoesportista especializado em análises da água, Dan Robson, os grupos que participam do Observando Rios levaram amostras de água coletadas nos respectivos córregos e as despejaram no Tietê, protagonizando um momento de muita emoção!

UM ENCONTRO ESPECIAL ÀS MARGENS DO RIO JURUBATUBA

Dias depois, às margens do Rio Jurubatuba, próximo à Ponte do Socorro, a turma teve a oportunidade de bater um papo com o ecoesportista, que serviu de inspiração para o grupo e, que durante o mês de setembro, faz uma travessia pelos rios Tietê e Pinheiros.

IMG_8674

No encontro exclusivo para alunos do Magno, Dan Robson conheceu o trabalho dos alunos no Córrego Congonhas. Os alunos, por sua vez, ficaram por dentro da rotina do ecoesportista no bote e dos desafios enfrentados na travessia de 41 dias, que começam pela roupa extremamente quente usada para se proteger.

 

IMG_8725

Dan ainda aproveitou para desfazer alguns mitos e explicar que não dorme no rio! Ao longo do percurso, ele faz paradas em hotéis para dormir e descansar.

Ao final, a despedida e a certeza de que aquele grande encontro foi cercado por boas histórias e aprendizagem, renovou a vontade de trabalhar pela sustentabilidade!