Show olímpico

Show olímpico

Festa de luzes, músicas e cores marca a abertura das Olimpíadas Magno 2018

COLÉGIO MAGNO/MÁGICO DE OZ

09 Maio 2018 | 10h00

Muita harmonia e muito encantamento. Esse foi o clima da abertura das Olimpíadas Magno 2018! O maior evento esportivo do Colégio chega a sua 38ª edição celebrando a educação e a integração pelo esporte. O Ginásio da Unidade Sócrates ficou pequeno para tanta emoção.

Foi uma evento com a cara da comunidade Magno. A começar pela apresentação: como mestre de cerimônias, tivemos o novo professor de Teatro e ex-aluno do Colégio, Leonardo Todeschini, acompanhado pela orquestra de cordas, sopro e percussão da Escola, que, neste ano, conta com o incrível número de 52 violinistas!

O tema desta edição da abertura foi a biodiversidade, que esteve representada nos números apresentados pelos alunos de Jazz, Balé, Sapateado, Urban Dance e Circo. A professora Olivia, que ministra cursos de dança no Magno, cantou e encantou durante o espetáculo!

Com todos os esportistas em quadra, a aluna Gabriela Negrão de Brito Vianna, do 9º ano A, fez o juramento do atleta. Representando a internacionalização do Magno e a importância que a Escola dá à cultura, o professor do High School, Mr. Cowie, e o professor Domingos, regente da orquestra do Colégio, hastearam as bandeiras do Brasil e de São Paulo, respectivamente.

A noite também foi cheia de participações especiais. A mais inusitada delas foi a do novo membro da família Magno: um robô! Ele hasteou a bandeira do Magno durante a execução do Hino Nacional e, em uma enquete em tempo real, pais e alunos escolheram seu nome. O nome mais votado foi Magnético! Ao receber o resultado, o robô ficou tão contente que até dançou no Ginásio.

Atletas profissionais também abrilhantaram o espetáculo. O ex-aluno do Magno, Felipe Ho Foganholo, vencedor, no ano passado, do Prêmio Brasil Olímpico como melhor escalador esportivo do país, esteve presente para hastear a bandeira olímpica e acender a tocha após um belo número com fogo.

Depois, a tocha foi passada às mãos da judoca Sarah Menezes. Primeira mulher do país a receber uma medalha olímpica de ouro no judô, em 2012, Sarah acendeu a pira olímpica, dando início às Olimpíadas Magno 2018. Ela também participou de uma exibição com o professor Max Trombini, um dos principais técnicos do esporte no Brasil, e os alunos de judô do Colégio.

Ao fim da noite, Felipe e Sarah receberam pais e alunos para fotos e autógrafos. Foi uma abertura para ficar guardada na memória!

Veja todas as fotos da noite na nossa galeria!